Curta Nossa Página do Facebook!


  • 5

    As maiores mancadas do Facebook

    Sr. Trollface 13 outubro 2011
    Este advogado também se chama Mark Zuckerberg e não tem culpa de ter o mesmo nome do (pop) fundador da rede social. Mark é morador da cidade norte-americana de Indianópolis e foi expulso do Facebook porque julgaram que o perfil do rapaz se tratava de uma conta falsa. Depois da ampla cobertura da imprensa sobre seu caso, a rede reativou sua conta... só que ninguém sabe quanto tempo levará para o confundirem novamente com o criador do Facebook

    Em junho de 2011, 'deu na telha' do Facebook adicionar a funcionalidade de reconhecimento fácil sem consultar os usuários. O resultado foi que milhares de pessoas foram marcadas nos álbuns de fotos de outras pessoas sem que tenha havido a interferência humana. A novidade gerou protestos e fez com o Facebook deixasse a função como opcional


    Quando os programadores do Facebook criaram a função 'Photo Memories', que mostra fotos antigas de amigos no canto superior direto da tela a qualquer momento, não pensaram nos ex-namorados. Assim que a função tornou-se popular, um grupo de pessoas passou a odiar a função por mostrar fotos de seus ex-companheiros. Depois das inúmeras reclamações, os ex-namorados foram excluídos do algoritmo das fotos
    Para quem não se lembra, o sistema inteiro do Facebook ficou fora do ar por cerca de duas horas em setembro de 2010. A falha foi causada por um sistema automático que deveria checar e corrigir configurações inválidas. Para eliminar o bug, a rede social teve de 'desligar' totalmente o Facebook e o 'reiniciar', segundo informou a própria empresa no seu blog oficial. Além da indisponibilidade de acesso à rede social, mais de 350 mil sites de terceiros perderam os botões de Curtir/Recomendar
    O Facebook não deve se orgulhar das notícias que circularam em maio de 2011 sobre a rede social... e nem do que fez. Segundo sites de peso norte-americanos, como o 'USA TODAY' e 'Engadget', um porta voz do Facebook admitiu que a corporação contratou a empresa de relações públicas Burson-Marsteller para espalhar boatos e difamar seu principal concorrente, o Google. Após a repercussão inicial, a empresa conseguiu abafar o caso
    O Facebook mexeu no calo de um grupo de mães norte-americanas por cancelar o perfil delas em outubro de 2010. Segundo os administradores, elas foram confundidas com spammers tamanha era a quantidade de mensagens que trocavam todos os dias (de 220 a 300). Em alguns casos, o site teria exigido que as mães digitassem uma combinação para certificar que não eram sistemas automáticos enviando mensagens por aí. O desentendido foi solucionado depois que as mamães fizeram muito barulho em protesto
    Ao apagar uma foto do Facebook, é comum achar que as informações são prontamente deletadas dos servidores da rede. Mas, segundo o relato de uma das editoras do site norte-americano Ars Technica, uma foto que havia apagado em 2009 permaneceu com o link ativo por 16 meses nos servidores da rede. A foto foi excluída do álbum, mas não do Facebook. Depois do relato, feito em outubro de 2010, não há notícias sobre outro caso
    Uma vulnerabilidade do Facebook incomodou os usuários em outubro de 2010. Uma estudante de Stanford usou o sistema de anúncio da rede social para descobrir a orientação sexual de uma pessoa. Ela apenas escolheu o perfil de alguém e organizou as informações que estão acessíveis ao público (não apenas aos amigos). Depois, criou um anúncio que se encaixava perfeitamente nos dados colhidos no perfil e adicionou uma variável: para receber, a pessoa teria que ser interessada em parceiros do mesmo sexo. Quando o sistema mostrou que o alvo em questão recebeu o anúncio, indicou, indiretamente, sua homossexualidade. Ela avisou os administradores do site, que corrigiram a falha
    Quando o Facebook resolveu testar o novo sistema de mensagens, incluindo o envio para endereços de e-mail, não contava com um erro grave. Segundo informações divulgadas pelo jornal "The Wall Street Journal", em fevereiro de 2010, o Facebook simplesmente "confundiu" os destinatários das mensagens e fez com que diversas pessoas enviassem conteúdos equivocados. Para piorar, enquanto o problema estava sendo corrigido, algumas contas foram desativadas
    Apenas algumas horas depois de o Facebook ter apresentado o novo layout dos perfis, com informações da vida toda do usuário, os entusiastas descobriram uma falha: o novo perfil permitia visualizar qual de seus contatos deletou você na rede. E vice-versa. Tudo o que o usuário precisava fazer era selecionar uma data do passado na Timeline, algo como 2007. Depois, escolher o relatório da rede que mostrava com quantos contatos você fez amizade no período. Ao clicar, o Facebook exibia uma lista com os nomes correspondentes. Aqueles que eram mostrados com a mensagem "Add as a friend" (Pedido de amizade, em português) eram aqueles que o deletaram. A falha foi corrigida prontamente

    5 comentários:

    Anônimo disse...

    faxe de cu é rola

    Anônimo disse...

    :p

    wallas alexander corvinus disse...

    DA-LE ORKUT NELES!!!

    Anônimo disse...

    http://lh5.ggpht.com/_7wsQzULWIwo/S6z9D6YdKmI/AAAAAAAAC9k/io_WlgJQL2w/s800/emoticon-0136-giggle.gif

    Anônimo disse...

    :g :f :i :L :o

    Postar um comentário

    :a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p