Curta Nossa Página do Facebook!


  • 2

    Veja as chuvas mais estranhas da história

    Sr. Trollface 01 maio 2010
    O dia 6 de abril de 2007 ficou marcado na história de Salta, no norte da Argentina. Um temporal de aranhas desabou sobre as imediações da cidade, nas montanhas de San Bernardo. Segundo o fotógrafo Christian Oneto Gaona, um dos poucos que não saíram correndo, havia insetos de variados tamanhos e cores. Cientistas atribuíram o fenômeno a tornados, que teriam levado os bichos das árvores. Moradores acharam que ocorreu um castigo divino. Os mais venenosos culparam o governo mesmo

    Em maio de 1997, os tripulantes de um pesqueiro japonês no Pacífico, próximo à costa russa, relataram que uma vaca havia caído sobre a embarcação. O estrago provocou o naufrágio. Resgatados, os homens acabaram presos, acusados de tirar onda com todo o mundo ao contar sobre o caso. Duas semanas depois, a Força Aérea Russa divulgou: o animal desabara de um avião militar, que transportava vacas. Uma delas caiu da aeronave. Soldados tinham roubando os bovinos. Viram a vaca ir para o brejo e acabaram detidos

    Em 2001, uma chuva vermelha foi registrada no Estado de Kerala, sul da Índia. Moradores relataram roupas manchadas no varal. Poças se formaram na terra. Um estudo do governo concluiu que uma espécie de alga local liberou uma substância que, em contato com o ar, virou um estranho líquido vermelho, semelhante a sangue. Nenhum habitante acreditou nisso. Ainda acham que ETs foram mortos por militares. Falam isso de coração

    A Escócia tem uma história pitoresca sobre chuvas. Em 2009, um dilúvio de geleias nojentas desabou do céu. Eram tantas que, claro, muita gente atribuíu o fenômeno a alienígenas. Mas, não. A explicação dos cientistas: urubus tiveram uma indigestão coletiva causada por consumo de fungos. Ninguém engoliu muito a história e o mistério, para milhares de pessoas, permanece sem solução

    Uma chuva com milhares de peixes atingiu a cidade de Lajamanu, no norte da Austrália, em março de 2010. O pequeno município não viu uma gota de água - só pescado. Mais uma vez, os biólogos culparam um tornado pela revoada de peixes, que já tinha ocorrido em outras regiões da costa do país. A cidade comemorou que a ventania não arrastou golfinhos e crocodilos


    Dinheiro na mão é vendaval? E quando caem cédulas do céu? Foi o que aconteceu em Worms, no sudoeste da Alemanha, em julho de 2007. De repente, uma quantidade incalculável de notas de euro inundou as imediações da cidade. A polícia não conseguiu ver a cor do dinheiro. Dezenas de moradores limparam rapidinho qualquer pista. Não se sabe de que avião caiu tanta grana. O pessoal não pediu explicações do governo. Espera que o fenônemo se repita outra vez, em breve

    Está nos anais da história em Olympian Springs, em Kentucky (EUA). Uma chuva de carne fresca deixou os moradores com o estômago embrulhado e os olhos arregalados. O dia estava claro. De repente, caíram os pedaços gordurosos. Alguns corajosos provaram os petiscos misteriosos. Relataram que pareciam carne de carneiro. Outros falaram em cervos. Seria um furacão que arrastou um churrasco num vilarejo próximo? Ets sacaneando os EUA? Ninguém sabe ainda. Muita gente acabou assando a carne toda

    Fortes correntes de ar, de até 200 km/h, provocaram não só uma, mas dezenas de casos de chuvas de sapos e rãs – em várias partes do mundo. Em 1953, em Leicester, Massachusetts, caíram milhares de bichos sobre a cidade, deixando avenidas cobertas. A famosa cena do filme Magnólia não é tão viagem assim do diretor Paul Thomas Anderson. O delírio não é um fenômeno nojento da cabeça dele – já caiu na cachola de muita gente, fazendo o povo pagar o maior sapo para o clima


    2 comentários:

    Manolo disse...

    kkkkk imagine a vaca caindo!!!!

    Guto Renosto disse...

    Gostei da Chuva de Dinheiro.

    Postar um comentário

    :a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p